Desconto indevido: Associados devem entrar em contato com a sede administrativa da ACSPMBMES com urgência

Publicado em: 19 de junho de 2018

Os associados que tiveram valores descontados indevidamente no pagamento do mês de abril devem entrar em contato com a Associação de Cabos e Soldados com urgência. A tesouraria da entidade tentou através do QCG-DRH4 e SEGER as informações bancárias dos associados para a realização dos estornos desde que o problema foi identificado, mas sem sucesso até o momento.

“Mesmo não tendo sido um problema gerado pela ACS, não medimos esforços para saná-lo, mas precisamos que os associados que tiveram valores descontados do seu pagamento que nos informem a agência e o número de sua conta para que possamos realizar a devolução dos valores. Os estornos já deveriam ter sido realizados, mas a burocracia de conseguir as informações bancárias dos nossos associados impediu a efetivação do nosso trabalho”, esclarece o 2º tesoureiro Soldado Leonardo.

O 2º tesoureiro orienta, ainda, que os associados enviem para o email contato@acspmbmes.com.br o seu nome completo, número funcional e número da conta corrente ou poupança no Banestes para a realização do estorno, mais esclarecimentos podem ser feitos através da tesouraria da entidade pelo telefone 3025 3656.

“Não depende da ACS a realização dos estornos nas contas dos associados, mas mesmo assim pedimos sinceras desculpas pelos descontos indevidos e pelo atraso nos estornos. Iremos realizá-los a medida em que os associados nos informarem as contas que devem ser no banco Banestes para fazermos os depósitos”.

A ACSPMBMES toma todas as providências cabíveis para solucionar o problema e mais uma vez externa sinceras desculpas a todos os associados, que são o seu maior patrimônio.

A Associação de Cabos e Soldados também aproveita para alertar a todos os seus associados que procurem os meios oficiais de comunicação da entidade para saber novidades sobre a questão tratada e refuta todo e qualquer tipo de comentário oportunista ou malicioso com conotação política a respeito deste equívoco.

Associe-se à ACSPMBMES, clique aqui!

Reportagem: Mary Dias (assessoriadeimprensa@acspmbmes.com.br)