PLANTÃO JURÍDICO
(27) 99889-9683


Advogados da ACS vão realizar atendimento em Colatina

Publicado em: 6 de fevereiro de 2019

Na próxima sexta-feira (08) a diretoria ligada ao setor jurídico da ACS vai ter seu atendimento itinerante na região noroeste do ES. A medida visa contemplar aos policiais militares que necessitam do atendimento jurídico em Colatina e adjacências sem necessidade deslocamento para a Grande Vitória. Na última semana, um grupo de advogados prestaram este mesmo atendimento mas em Cachoeiro de Itapemirim, região sul capixaba.

A intenção destas visitas itinerantes é promover o atendimento jurídico ligado área da Disciplina Militar – e para isto, “é necessário estar bem perto da região de moradia do associado, neste caso em Colatina todos devem estar no auditório do 8 Batalhão” explica o Diretor Cabo Carlos Pereira.

Foto: ACS 2019

Atendimento nos Municípios

A ação itinerante evita que o associado sofra com os desgastes deste deslocamento até pelo custo e risco da viagem. O grupo é formado por 03 (três) advogados especialistas em direito militar são eles: Vitor Santos Abreu, Tadeu Fraga, e Valdenir Junior.

Segundo o advogado Vitor Santos Abreu, o atendimento desta forma traz mais agilidade. “Estaremos apresentando a estratégia de defesa em linhas gerais e vamos dar ciência as acusações do Ministério Público Militar e também iremos aproximar nossas ações de apoio jurídico em um plano conjunto com a ACS” finaliza.

Foto: Divulgação

Requerimento 

Para reforçar mais informações caso associado tenha interesse pode procurar a sede administrativa da ACS, “pois todas as quartas-feiras nossos advogados fazem plantão de atendimento, e assim fica mais fácil agilizar o requerimento” informa o diretor jurídico .

Lei sancionada pelo Governador
A lei foi sancionada pelo Governador Renato Casagrande depois de enviar proposta para a Assembleia Legislativa pelo Projeto de Lei Complementar (PLC). Os deputados estaduais aprovaram por unanimidade na última quarta-feira (16) o PLC 3/2019.

Prazo
A proposta permitirá que os militares interessados, no prazo de 30 dias, possam pleitear, ao respectivo comandante-geral, seu retorno às fileiras da corporação ou a extinção dos efeitos da punição disciplinar”, diz a justificativa assinada por Casagrande.

 

Associa-se: http://www.acspmbmes.com.br/associe-s

 

Presidente Cabo Jackson Eugênio Silote
(Gestão 2019/2021)

 

Jornalista: Aluísio Rocha
Fotografia e Web: Equipe de Comunicação Social da ACS
Entre em contato: assessoriadeimprensa@acspmbmes.com.br

 

Clique em uma estrela para avalia-la.