ACS comemora 42 anos com um posicionamento de vanguarda

Publicado em: 11 de Março de 2018

No âmbito militar, vanguarda é a primeira linha de um exército, de uma esquadra, em ordem de marcha ou de batalha. A ACSPMBMES comemora neste domingo (11), 42 anos de existência, histórias, lutas… Após seu fundador Cabo Jackson (e diretores da época), a entidade possui atualmente a primeira diretoria efetivamente de vanguarda.

Para o presidente da entidade, Sargento Renato Martins, todo aniversário é um momento de reflexão e no aniversário da ACS não é diferente. A ACSPMBMES completa 42 anos e mostra que é uma associação com maturidade.

“A ACS já possui mais de quatro décadas de existência e sobreviveu a várias dificuldades, passou por vários problemas, problemas relacionados a governos, relacionados a gestões irresponsáveis, mas continua de pé. Nós estamos mais uma vez passando por um momento muito difícil onde a ACS tem tido um papel muito importante para os associados e acredito que a reflexão que cada um tem que fazer é: se está difícil com a ACS que tem lutado bravamente para defender os interesses dos militares, imagina se não existisse a associação”.

O presidente ressalta que os associados também precisam fazer essa reflexão. É preciso fortalecer cada vez mais a ACS. É preciso que os militares entendam que a lógica de associação é a lógica de participação.

“A força da ACS vem do número de filiados que ela tem, deste complexo de militares que se uniram em prol de ter uma representação e daí é a reflexão da tropa. É preciso participar mais, estar junto nas lutas, não apenas delegar ao presidente e a diretoria este míster, mas sempre que convocado, sempre que forem instados a participar que se esforcem a estar presentes. Novas lutas virão este ano, teremos novas dificuldades e se nós estivermos unidos vamos superar com muito mais facilidade do que se estivermos dispersos”.

A história da ACS

Não existe a menor possibilidade de falar da história da ACSPMBMES sem falar da história de um adolescente, que em 1950 tinha 17 anos e ingressava nas fileiras da PMES: Cabo Jackson Baptista de Freitas. A Associação de Cabos e Soldados foi fundada em março de 1976 por ele. Mas a luta deste bravo combatente começara dois anos antes, em plena ditadura militar. O fundador exerceu um único mandato como presidente da entidade e se aposentou em 1979 quando terminou seu exercício em frente à entidade.

“A luta foi difícil porque os demais companheiros temiam exclusão e punições. Quando consegui aprovação da criação junto ao comando militar, a partir daí, todo mundo ficou do meu lado. Mas antes, foi uma luta solitária. Achavam que eu estava louco”, disse o fundador da ACS.

De acordo com o Cabo Jackson, naquela época já existia o Clube dos Oficiais e a Associação de Subtenentes e Sargentos, os Cabos e Soldados não tinham representante legal. “Vivíamos abandonados no sentido de reivindicação de direitos, de corrigir possíveis erros e isso me inspirou, me motivou a criar a associação”.

Cabo Jackson e seus poucos companheiros de farda daquela época eram, apesar da ditadura, a parcela mais consciente e combativa, com ideias avançadas que foram os precursores, pioneiros em defender os interesses dos militares capixabas e de dar a identidade a ACSPMBMES.

“Para a criação do estatuto eu pedi o estatuto da ACS de São Paulo e, a partir dele, fui elaborando o nosso. Levei para a apreciação do comandante e demorou cerca de dois anos para que fosse aprovado. Mas eu nunca desisti, persisti. Apesar de alguns comandantes responderem que era inconstitucional a criação da associação, quem simpatizou com a minha ideia foi o Coronel Hugo de Castro”, relembrou.

Inspiração do fundador motiva atual diretoria

A motivação do Cabo Jackson Baptista de Freitas de reivindicar e fazer valer os direitos dos cabos e soldados, de corrigir possíveis erros é a mola propulsora e motivadora da atual gestão.

O sargento Renato Martins, atual presidente da ACSPMBMES afirma que toda vez que vê a ACS completando aniversário, se recorda do cabo Jackson. “Confesso que ele é uma inspiração porque é sábio, foi um guerreiro que conseguiu liderar um grupo e estabeleceu uma mudança de paradigma na época dele. Então eu sempre lembro com muito respeito do fundador da Associação de Cabos e Soldados e acho que todos deveriam referenciar sempre”.

O ensinamento do fundador da ACSPMBMES se transformou em lutas e conquistas, somente nesta gestão, a Associação de Cabos e Soldados mostrou serviço quando em apenas sete dias o jurídico da entidade conseguiu cinco alvarás de soltura  e quanto protocolou pedido reajuste de diárias, quando cumpriu a promessa de oferecer um hotel de trânsito para os associados, denunciou arbitrariedadessituações de abuso, de punições excessivas… Mas também mostrou seu lado humanitário e social

A entidade também peticionou relaxamento de prisão de Sargento do 4º BPM preso por causa de colete e se uniu a outras entidades representativas para garantir direitos dos militares, seguindo até Brasília quando o Projeto de Lei Complementar 257/16 foi retirado da pauta de votação na Câmara dos Deputados, quando uniram forças para a aprovação da Lei da Anistia.

A Associação de Cabos e Soldados está na ‘meia-idade’, mas com fôlego de jovem e precisa ter esse fôlego porque as lutas e desafios serão ainda maiores este ano. A união dos seus representados se faz ainda mais necessária para que esta ‘jovem senhora’ tenha com todos os seus associados ainda mais peso e poder de ter voz cada vez mais ativa para que se cumpram os direitos dos militares.

 

“Dizem que chegar aos 40 anos sem ser estimado significa que você jamais o será e nesse sentido eu tenho a felicidade de compartilhar que a ACSPMBMES nunca foi tão fundamental para o controle das políticas públicas que envolvem os agentes de segurança do Espírito Santo. Por isso, eu parabenizo a ACS e a todos que, de algum modo, fazem parte desta organização que faz 42 anos e que pode se orgulhar de cumprir seu papel”, finaliza o advogado Tadeu Fraga, integrante do corpo jurídico da entidade.

Reportagem: Mary Dias (assessoriadeimprensa@acspmbmes.com.br)